Dia Nacional da Alfabetização
novembro 14, 2019
Vagas PAT Sexta-Feira (22/11/2019)
novembro 22, 2019

O Dia Nacional da Homeopatia é comemorada anualmente em 21 de novembro. #EsseeomeucompromissocomopovodeRioClaro #VereadorAdrianoLaTorre #Curtam #Comentem #Compartilhem

O dia 21 de novembro foi escolhido para homenagear o Médico Homeopata e a Homeopatia, pois foi nesta data que, em 1840, chegou em terras brasileiras o médico francês Benoit Jules Mure. Em 1833, Mure foi curado de tuberculose após tratamento com Conde Sebástien des Guidi, discípulo de Christian Friedrich Homeopatia. No Brasil, Mure conseguiu autorização do governo imperial para colonizar a Península do Saí, na divisa de Santa Catarina com o Paraná, no encontro dos rios São Francisco e Saí. Na região, em 1842, organizou a Escola Suplementar de Medicina e Instituto Homeopático de Saí com o propósito de ensinar a Homeopatia a médicos diplomados.
Fracassado o seu projeto, transferiu-se para o Rio de Janeiro em 1843, fundando o Instituto Homeopático do Brasil, de onde se originou o Instituto Hahnemanniano do Brasil. Mesmo sofrendo críticas e ataques de que seu trabalho era charlatanismo, Mure aliou-se ao médico português João Vicente Martins e criaram outros 26 locais de assistência ambulatorial. Desta iniciativa, surgiram novos consultórios na cidade e no interior do Rio e São Paulo, expandindo a atividade homeopática. Inaugura-se também, o que viria a ser a primeira farmácia homeopática do país, chamada de Botica Homeopática Central e também a Casa de Saúde Homeopática.
Em 1948, Mure deixa o país após desentendimentos com colaboradores, ficando um legado de 75 dispensários, 500 alunos formados e obras que auxiliaram na compreensão da homeopatia, entre elas, Prática Elementar da Homeopatia, que ajudou a reduzir a taxa de mortalidade de 10% para 2 a 3%, entre os escravos das plantações de cana de açúcar.
Há registros de Homeopatas que se estabeleceram no Brasil, antes da chegada de Mure: Frederico Emilio Jahn (em 1836, apresentou à Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro a tese Exposição da Doutrina Homeopática); Thomaz Cochrane (médico escocês formado pela Universidade de Londres, que chegou ao Rio em 1829); e Emílio Germon (médico francês autor do Manual Homeopático, editado em 1843).
#EsseeomeucompromissocomopovodeRioClaro
#VereadorAdrianoLaTorre
#Curtam
#Comentem
#Compartilhem